SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP BRASIL 2021.05.28 HISTORIA CULTURA EDUCAÇÃO Vista da exposição Asas para que te quero, 70 anos do ITA. montagem: AssaltoCultural (Fabian Alonso e Lucas Prada) NO PARQUE VICENTINA ARANHA . Photos Lucas LACAZ RUIZ /A13

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – SP BRASIL 2021.05.28 HISTORIA CULTURA EDUCAÇÃO Vista da exposição Asas para que te quero, 70 anos do ITA. montagem: AssaltoCultural (Fabian Alonso e Lucas Prada) NO PARQUE VICENTINA ARANHA . Photos Lucas LACAZ RUIZ /A13

No próximo dia 4 de julho, será aberta a exposição “Asas para que te quero”, realizada pela Associação dos Engenheiros do ITA (AEITA) e pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) em comemoração aos 70 anos da escola (1950-2020).

O evento, que precisou ser adiado por um ano devido à pandemia, permanecerá no Parque Vicentina Aranha, em São José dos Campos, até março de 2022. No dia da abertura, será lançado o livro “Asas para que te quero”, também parte do projeto ITA 70 Anos.

É a primeira vez que o ITA traz ao público amplo parte de seu acervo histórico, fora dos muros da instituição. Ambientada no Pavilhão São José, a mostra tem como espinha dorsal uma grande linha do tempo – do ITA dos anos 50 ao ITA atual, em momento de expansão. Assim, o visitante poderá admirar tanto uma maquete do imponente Laboratório de Estruturas, uma das primeiras edificações do Instituto, como o projeto da nova biblioteca e auditório, ainda a serem construídos. Uma vitrine especial reunirá objetos pessoais do Marechal Casimiro Montenegro Filho, idealizador do ITA.

O projeto – A ideia da exposição e do livro surgiu a partir da catalogação, pela AEITA, de objetos, projetos de alunos, documentos e fotografias de época – alguns itens nunca exibidos. Ao todo, foram organizadas cerca de 4 mil fotos, 2 mil plantas de projetos de alunos e professores e 20 mil documentos, entre correspondências, relatórios, e informativos para a comunidade iteana. Também foram catalogados objetos, como placas, medalhas e material escolar (réguas, jogos de testes psicológicos), além de livros e outras publicações.

“Desde sua fundação, em 1954, a AEITA tem atuado em diversas frentes de apoio ao ITA, com o objetivo de preservar a sua memória e de contribuir para que a escola se mantenha sempre à frente de seu tempo, como uma instituição de excelência”, afirma Marcelo Dias Ferreira (formado na turma de 1994), diretor da Associação e coordenador do projeto ITA 70 Anos. “Este projeto é, sem dúvida, a mais ousada dessas iniciativas. Um legado que a comunidade iteana deixará, com muito orgulho, às futuras gerações”.

“O projeto contribui muito para preservar a história de uma das instituições de ensino mais renomadas do País e demonstrar como a melhoria contínua dos modelos educacionais fez com que o ITA conquistasse uma posição de destaque, apontando para a formação de um profissional completo. Temos orgulho de celebrar este momento e de preparar, há mais de 25 anos, estudantes para integrarem uma instituição de tamanha relevância”, comenta Nicolau Sarkis, presidente do Poliedro Educação e formado no ITA na turma de 1992.

Para o reitor do ITA, Anderson Ribeiro Correia, “o projeto ITA 70 Anos relembra os acontecimentos do passado, fazendo uma boa associação com os acontecimentos mais recentes, indicando que a escola vem honrando e dando continuidade ao sonho do Marechal Casimiro Montenegro Filho, formando técnicos competentes e cidadãos conscientes”.

A exposição “Asas para que te quero”, do projeto ITA 70 Anos, é uma realização do Ministério do Turismo, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do ITA e da AEITA. Conta com o patrocínio da Embraer e do Poliedro Educação e apoio das empresas Latécoère, Neogrid e Visiona Espacial.

 

Exposição “Asas para que te quero”

Data: A partir de 4 de julho (domingo)

Horários: Terça a sexta, das 10h às 12h30 e das 13h30 às 19h. Sábado e domingo, das 9h às 13h.

Local: Pavilhão São José do Parque Vicentina Aranha, São José dos Campos

Entrada gratuita

Não há necessidade de agendamento para visitas individuais.

 

Importante:

– Venha de máscara.

– Mantenha o distanciamento.

– Haverá limite de pessoas visitando simultaneamente a exposição, conforme normas sanitárias vigentes.